Agosto Lilás: Secretaria de Assistência Social realiza abertura da Campanha de enfrentamento à violência contra mulher

Prefeito Marcos Silva visita obras da cidade
3 de agosto de 2022

Agosto Lilás é a maior Campanha de combate a violência contra mulher. Na tarde desta terça- feira  (02 ), a Secretaria de Assistência Social, realizou um evento para abertura da Campanha no município.

Para marcar o início da campanha, a Secretaria realizou um aulão de zumba, alusivo ao assunto. Funcionárias da Prefeitura, idosas do Grupo Renascer e outras mulheres participaram da tarde animada. O Prefeito Marcos Silva, a Secretária de Assistência Social Ana Paula Narciso e o Secretário de Educação, também participaram do evento.

O Prefeito frisou a importancia de eventos como este para as políticas públicas municipais, “Vamos fazer mais ações como está, é importante frisar que a mulher merece carinho, e não violência. Cerca de 500 mulheres são agredidas por hora, por seus parceiros no Brasil, isso deve acabar, é um absurdo”, disse o Prefeito.

Conheça mais sobre o Agosto Lilás:

O ‘Agosto Lilás’ é uma campanha instituída por lei para enfrentamento à violência doméstica contra a mulher. Instituída por meio da Lei Estadual nº 4.969/2016, com objetivo de intensificar a divulgação da Lei Maria da Penha, sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre o necessário fim da violência contra a mulher, divulgar os serviços especializados da rede de atendimento à mulher em situação de violência e os mecanismos de denúncia existentes.

A campanha nasceu em 2016, e neste ano comemora 16 anos. Idealizada pela Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres (SPPM), para comemorar os 10 anos da Lei Maria da Penha, reunindo diversos parceiros governamentais e não-governamentais, prevendo ações de mobilização, palestras e rodas de conversa – e desde então vem se fortalecendo e consolidando como uma grande campanha da sociedade no enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, que já alcançou um público aproximado de 419.404 pessoas em todo o Estado, de 2016 a 2020.

Estão previstos cinco tipos de violência doméstica e familiar contra a mulher na Lei Maria da Penha: física, psicológica, moral, sexual e patrimonial − Capítulo II, art. 7º, incisos I, II, III, IV e V. Essas formas de agressão são complexas, perversas, não ocorrem isoladas umas das outras e têm graves consequências para a mulher. Qualquer uma delas constitui ato de violação dos direitos humanos e deve ser denunciada.

Mulheres, estamos unidas por um mundo mais justo, unido e igual. Você não está sozinha, denuncie! Seja por meio do telefone 180, ou pedindo socorro através de um ” X”desenhado na palma da mão. Você é forte, corajosa e merece ser feliz! Não se cale!

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content